02 agosto 2008

"Entre nós e as palavras..."

De novo Manuel Alegre e a consciência crítica que sobrevive num tempo de mediocridade e de desprezível rendição.
Pertinente o seu artigo de opinião na edição de 24 de Julho, do Publico.
Recados úteis para dentro do PS, mas sobretudo inevitáveis para outras bandas...onde chega a ser obsceno o fingimento e a reconstrução da realidade contra o óbvio, como no caso das últimas declarações do Caudilho poveiro ao Póvoa Semanário, que, apesar de tudo demonstrar o contrário, tem a desfaçatez de reinventar o discurso para dizer:
"Convivo facilmente com a diferença e com a crítica — que prefiro a certos alinhamentos favoráveis sistemáticos (e, por isso, empobrecedores). " Macedo Vieira
A ler: Contra o medo, liberdade, a crítica é olhada com suspeita, o seguidismo transformado em virtude
"António Sérgio, que é uma das fontes do socialismo português, prezava o seu "querido talvez" por oposição ao espírito dogmático. E Antero de Quental chamava-nos a atenção para estarmos sempre alerta em relação a nós próprios, porque "mesmo quando nos julgamos muito progressistas, trazemos dentro de nós um fanático e um beato". Temo que actualmente pouco ou nada se saiba destas e doutras referências.
Não se pode esquecer também a responsabilidade de um poder mediático que orienta a agenda política para o culto dos líderes, o estereótipo e o espectáculo, em detrimento do debate de ideias, da promoção do espírito crítico e da pedagogia democrática. Tenho por vezes a impressão de que certos políticos e certos jornalistas vivem num país virtual, sem povo, sem história nem memória.
(...)
Por isso, como em tempo de outros temores escreveu Mário Cesariny: "Entre nós e as palavras, o nosso dever falar." Agora e sempre contra o medo, pela liberdade. "

13 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Boa noite. Ao autor do blog. Se deseja comunicar uma notícia, agradecia que o fizesse no site www.povoasemanario.pt, através do link "o meu espaço", aí tem a oportunidade de divulgar a sua informação, envie fotos e vídeos se desejar.

Atentamente,

Gabriel Marcos.
Técnico Multimédia
do www.povoasemanario.pt

03 agosto, 2008 04:15  
Anonymous Anónimo said...

boas caro amigo se cá na parvónia não houvesse medo muita coisa se saberia mas como têm todos medo ,nesta democracia ditatorial,havia novas ideias que tinham futuro.....

03 agosto, 2008 20:13  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

«Quem se mete com o poder, leva!»

Infelizmente isto é verdade para todos os quadrantes.

05 agosto, 2008 08:31  
Anonymous Anónimo said...

J.J. Silva Garcia a valer é aquele que tem ideias e convicções que têm servido a todos os quadrantes politicó'partidários por onde tem passado, facilmente se comprova que aquilo que o move é o protagonismo a qualquer preço, falta-lhe o essencial: coerência idiológica.
Chegou ao PS porque na Póvoa este é o unico partido que lhe garante algum protagonismo politico, mas infelizmente para si e para o PS- Póvoa não conseguiram ir ao encontro do caminho que leva ao poder - Os grandes politicos são os que conseguem "descobrir" esse caminho e aí conseguem caminhar -
O PSD está no poder na Póvoa porque, em seu tempo, soube fazer
esse "descobrimento" e caminhou nesse sentido, teve que passar por cima do "cadáver" padre Manuel Vaz mas a estratégia esteve aí e funcionou, provaram ser bons politicos e por isso estão no poder!

05 agosto, 2008 15:16  
Blogger CÁ 70 said...

Anónimo sem rosto


Seja quem for - será sempre um cobarde... -, numa coisa está certo: serei sempre protagonista da minha vida. Jamais serei pau-mandado e muito menos lambe-botas!!!


Quanto ao seu sentido de grandeza da política, cabe o esclareceimento.

Depois de passarem 3 mandatos a desancar na política de Manuel Vaz, o PSD foi buscá-lo e a seguir ganhou as eleições.
Lembro-me do Afonso Oliveira e do Joaquim Vianez, e de como estivemos juntos contra essa desfaçatez do Avelino do Monte e dos seus apaniguados.
Nessa altura, esses dois tihnam sentido crítico e moviam-se por valores. Agora estão do lado do poder de forma completamente acrítica e oportunista.
Sabe Deus o que esta miria tem feitopara para manter o poder a todo o custo!!!
De qualquer modo, a grandeza dos seus actos cabe à História medi-los. Ao olhar para a cidade, tirando algumas obras de pó de arroz, continua um urbanismo sem estratégia e sem modelo sutentável e coerente.
O Anónimo - sempre os anónimos com cheiro a quem está do lado do poder - que está feliz com esta prestação, apenas revela limitação de horizontes. SEria util que saísse um pouco dos quatro lados da Póvoa. Que viajasse um pouco para além do próprio umbigo... veria como estamos longe de ter um concelho de bons exemplos.
A propósito o que me diz da grandeza de políticos que estão no poder há 15 anos, que têm como responsabilidade legal construir o sistema de sanemaneto básico e de tratamento de esgotos, que nada fizeram até que uma empresa intermunicipal os convidasse há dois anos a integrar o sistema que gere, e que, assim, continua a ter salmonelas nas águas das prais poveiras?
E que grandeza política tem gente como essa, que não consegue esconder mais a mentira, acabando por ser denunciada, de novo, a existência de legionela nos jacuzzi das piscinas municipais?

05 agosto, 2008 18:42  
Anonymous Anónimo said...

Tinha para mim decidido não dar mais para as confrarias anónimas que até nos blogues sentem medo de usar um nickname. Mas este anónimo que reclama virtude, e lança ataque, confundindo servir com servirem-se, obriga a que, só como amostra de que não tem razão nem moral, nem sabe do que fala, aqui recorde a coerencia politica do senhor Vieira, que vogou sempre nas águas do MDP/CDE, aquela coisa chamada de movimento democrático, na linha dos satélites que o PCP gosta de arranjar para disfarçar os menos convencidos. Não foi de graça que elevou a candidatura do dr. cancela, e que os seus primeiros e principais conselheiros, forma sempre os amigos do PCP. Questão de aliança táctica, que os anónimos laranjas, amantes do poder a qualquer preço, fazem por esquecer. Como as meninas poucos honradas, chamam antesque lhes chamem. Farsantes.


pobeirinho sem ser pela graça de deus

06 agosto, 2008 02:16  
Anonymous Anónimo said...

Quanto ao saneamento a ETAR da aguçadoura foi desactivada?

Era bom que fosse activada de novo.
Para bem da Póvoa . As salomnelas são uma vergonha.

06 agosto, 2008 08:08  
Anonymous Anónimo said...

Meu "amigo"!, a polica só faz sentido se houver ambição de poder - o poder é sempre o objectivo de qualquer projecto politico, tudo o resto é gratuito! - e, nesse sentido, quer goste quer não, a verdade histórica é que o PSD conseguiu esse objectivo, e conseguiu porquê?, porque foi capaz de entender, em seu tempo, as razões pelas quais não conseguia ganhar ao padre Vaz e soube encontrar a estrategia acertada para anular esse impecilho chamado Manuel Vaz. Contrariamente, o PS anda há 34 anos a cometer os mesmos erros estratégicos (se é que alguma vez teve estratégia!!!), ainda não conseguiu encontrar o tal "caminho do poder" e, sinceramente, duvido que no futuro próximo seja capaz de o descobrir, mas uma coisa lhe garanto: Esse caminho existe, a sua descoberta é que só está ao alcance de poucos, esses sim são verdadeiros politicos, tudo o resto é politica da trêta!!!

06 agosto, 2008 18:53  
Anonymous Anónimo said...

os poveiros não tem medo mas sentem que nÃO HÁ OUTRO CAPAZ. eLE APARECE EM TODOS OS JORNMAIS, NAS televisões, nas radios e os outros não aparecem. Quem nao aparece esquece. Sei que a culpa é dos directortes desses orgaos que sabendo como é fraco o Dr vireira tentam doses massivas de propaganda (estilo ministros da propaganda locais) tentam compensar essa fraquesa com isso. Se sentissem que ele era forte não faziam isso mas a maior prova da fraqiuexza dele são essas doses injecção de propaganda que até mete nojo aos caes. Se ouvesse igualdade de tratamento ele perdia de certeza assim enquanto o povo nao abrir a pestana ele continua a impor a sua dose de populismo

07 agosto, 2008 20:40  
Anonymous Anónimo said...

É pena que voce não tenha o apoio do PS. Seria um excelente candidato. Derrotar M. V. é pouco provável mas iria estar muito perto.

Há outro candidato forte, não não é o geronte Menezes, um caco já muito carcomido mas o Dr Peliteiro, um bloguista com mérito que tem levantado muitas lebres. Se vocês os dois se aliaram aí sim a coisa pode fiar fino. A Póvoa poderia mudar com dois brilhantes defensores do ambiente da salubridade pública e da liberdade de expressão. Que dupla, senhores.

09 agosto, 2008 09:19  
Blogger CÁ FICO said...

satélites, e mais satélites...quero é um planeta...

14 agosto, 2008 01:40  
Anonymous Anónimo said...

Era bom que tivessem mais respeito pelos anónimos, basta abrir os olhos e ser honesto para rapidamente verificar que o grande trabalho de oposição foi feito precisamente por anónimos.
De resto saliento uma grande verdade: não foram pessoas anónimas que realizaram a revolução de Abril?
Caro Garcia desta vez ficou mal na fotografia, muito mal mesmo, retrate-se e seja mais humilde, ser anónimo nesta terra é sinal de medo não de cobardia, ser anónimo é lutar apesar de o medo existir.

14 agosto, 2008 13:17  
Anonymous Anónimo said...

A bem da memória, quem falou primeiro no caso Dourado e outros que aconteceram na Câmara Municipal não foi o PS.
Na realidade foi um blogue entretanto desaparecido feito por uma anónima que já faleceu, e mais, e os outros casos Dourados?
Se o PS fosse mesmo oposição podia verificar facilmente isso, mais gente saiu como o Dourado, pagos pelo seu silêncio e com boas reformas antes de as merecerem.
Os dossiers estão todos com o Aires! Experimentem começar com um antigo funcionário que estava à frente das obras e que deu umas faltas seguidas como o Dourado, já na altura o processo das obras do irmão do Aires estava com ele!
PS e Garcia, chamar cobarde aos anónimos que, como os que fizeram a revolução de Abril também eram anónimos mas acabaram por vencer mostram algo que vos falta cobardes da oposição.
Vocês sabem das merdas mas não as denunciam como deviam, são uns comprados à custa de promessas de um emprego para um familiar, toda a gente sabe.
Façam oposição a vós mesmos
E quem é o cobarde, o anónimo ou o falso?
Quem é cobarde quem foi elegido para representar o Povo e nada faz ou quem denunciou e ficou sem blogue assim como tantos outros?
Tenho nojo de Garcias e PS de galinhas poedeiras, quem abandona a luta é que é cobarde, os anónimos ao menos insistem.

14 agosto, 2008 15:08  

Enviar um comentário

<< Home