28 junho 2008

¿POR QUÉ NO TE CALLAS?

Esta oposição foi desbaratada logo no início porque assentou num vereador que se assumia como o salvador da Póvoa de Varzim mas que se revelou um fracassado e que abandonou as suas funções de vereador em litígio com os seus colegas de vereação.”
Macedo Vieira, ao Póvoa Semanário – Junho de 2008


Que é preciso salvar a Póvoa, Dr. Vieira, isso é!
De quê? Do atraso sistémico em relação a questões estruturais, e dessa Cultura de Poder, onde medra a mentira, a subserviência, a mediocridade e ódio rasteiro ao que é diferente e a vingança militante!
De quem? Dos que têm uma postura de tiranete, que tudo fazem para dominar e tornar dependentes pessoas e instituições e que vêm em qualquer tentativa de participação cívica um excesso de Democracia!

Fiz tudo para contrariar a minha suspeita e tentei acreditar que, com o Dr. Vieira, ainda era possível ter um interlocutor cosmopolita, politicamente moderno e responsável, capaz de diálogo e de aceitar os contributos dos outros para construir soluções para todos!
Verifiquei nele o contrário de tudo isso.
Enganei-me. Nisso estará um fracasso meu, reconheço!
Quanto ao mais, êxitos e fracassos, é a História que os mede e não apressados juízes em causa própria!

De qualquer modo, se Vieira vive afogado em vitórias, porque precisa tanto da mentira como instrumento?
Porque insiste em usar esse expediente típico da acção dos que têm na alma vestígios negros da perversidade salazarenta?
O Dr.Vieira sabe que não é verdade, mas não se inibe de dizer publicamente que o tal vereador saiu em litígio com os seus colegas de vereação.”
Não saí em litígio com os meus colegas. Isso é uma mentira tola e atabalhoada que só funciona se ficar escondido – como Vieira e os seus satélites pretendem - o que eu disse em 17 de Março.
Saí por náusea e como PROTESTO contra um estado de coisas inaceitável, que descrevi sem tergiversações!

Já agora, Dr. Vieira, tente adivinhar quem faz parte do objecto de náusea!

4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Meu caro ARQ. Fico sempre a espera que nos diga ou elucide quem são as pessoas amedrontadas pelo Dr. Macedo e as associações que se vendem ao poder instalado? Sou poveiro e gostava de entender esses seus constantes ataques as associações, si associações porque pessoas só se deixa amedrontar aqueles que vivem a custa do poder instalado. Fico a espera de resposta.
Abraço

28 junho, 2008 13:27  
Blogger fazer cantar um cego zarolho das lunetas said...

"Quanto ao mais, êxitos e fracassos, é a História que os mede e não apressados juízes em causa própria!"

JJ , não preciso demostrar que eles andam perdidos...não lhes bastam as inaugurações...

De que tem eles medo? Evidentemente de que Sila garcia volte a ser candidato à Presidência da Cãmara... é isso que eles temem e querem que o Ps apresente um outro candidato com mais fragilidades...Pois JJ.. a tua nova candidatura deixá-los-á Ko...Não é por acaso que ele diz que o Ps sob os ventos de manuel alegre,etc,etc...será que existem escutas na Tenente Valadim? Ou espiões laramnja? Ou o Macedo fala de côr? Vês JJ...como eu sempre tenho razão...E já começo a ficar farto de medarem razão depois de acontecer o que eu previ com muita antecipação...

28 junho, 2008 16:00  
Blogger CÁ 70 said...

Anónimo

O que eu digo está à vista...toda a gente comenta...e muita gente vai fazendo de uma relação de hipocrisia com o poder a estratégia para obter apoios que deveriam ser atribuídos com base em critérios objectivos e não em simpatias variáveis conforme a atitude de cada um.
Basta um pouco de atenção à forma como se dão os subsídios, à cautela com que muitas pessoas agem para não acordar o monstro que há dentro da maioria, a timidez com que instituições se comportam junto da câmara - não reagindo ao que não concordam para não perder os apoios -, à partidarização de muitas associações, à fata de isenção da comunicação local (não bastam declarações em estatutos editoriais, a prática é que conta...), e por aí fora.

E diga-me: o facto de você, e de muitos que fazem comentários neste blogue, se apresentarem sob a capa do anonimato e de não terem a coragem de dar a cara é indício de quê? De um sentimento de liberdade de expressão?

Se se apresentar, devidamente identificado, talvez mereça que se seja mais preciso!

Até lá, lamento que poucos sejam capazes de enfrentar o status quo!

J.J.Silva Garcia

28 junho, 2008 17:30  
Anonymous Anónimo said...

Olhe Zé, depois de ler a sua resposta a este 'anónimo', não resisto em lhe (re) dizer que, mesmo que o tal 'anónimo' se identifique, que Você lhe diga, demonstre, com fotos, factos, fotografias, testemunhas, aqueles e aquelas que vivem amedrontadas pelo 'poder' autárquico da Póvoa, estou crente, certo, que mesmo assim, o tal 'anónimo'(s), persistirão nas suas dúvidas. Só não vê quem não quer ver. Só não sabe, quem não quer saber. E na Póvoa, os poveiros sabem tudo, sobre todos. Menos o que que lhes vai em casa, ou menos interessa.
Por isso, não perca tempo com tão fracos defuntos. O tempo ainda não é controlado por eles. E muita água vai corre debaixo das pontes.

Um abraço

josé andrade

29 junho, 2008 06:27  

Enviar um comentário

<< Home