25 junho 2007

AIROSA VERDADE

imagem tirada da Internet

A nossa posição é difícil, com toda a sinceridade. Temos simpatia pelo Fernando, pela sua obra. Não é isso que está em causa, gostaríamos é de ver esta oportunidade explorada um pouco mais. No sentido de se fazer um concurso de ideias e acabar por promover um evento cultural interessante, com a exposição das propostas, com algum debate público, com alguma conferência sobre a importância da escultura na cidade”, justificou Silva Garcia.
(...)
O vice-presidente da Câmara, Aires Pereira (substitui o ausente Macedo Vieira na condução dos trabalhos), considerou que a abstenção socialista reflectia uma opinião sobre o escultor. “Não sabia que o PS não gostava do trabalho do Nando e vamos ter que registar esta postura”, enfatizou Aires…”
in PSD louva qualidade de Nando, PS queria concurso de ideias, Ângelo Teixeira Marques, O Comércio da Póvoa de Varzim, edição de 21 de Junho de 2007

Veja-se como enfatizou Aires o que é impossível e, por isso, abusivo, concluir!
Com que objectivo Aires deturpa o que a Oposição disse explicadamente? É óbvio: o de criar um conflito entre o artista poveiro e o PS!
Cabe à lucidez perceber que nada disto tem sentido! E que, quando a acção política enche, assim, de pó a barriga que se arrasta no subsolo da verdade, é a credibilidade que fica pelas ruas da amargura!


17 Comments:

Anonymous Anónimo said...

De um ldado (S.G.) a Democracia, do outro uma visao estrºabica da dita...

26 junho, 2007 08:09  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Caro arquitecto:

É a cidadania (pura e transparente) chocando contra a rocha do clientelismo, do amiguismo, do pouco pluralismo...

A lei, sei-o bem, é permissiva no tocante a "obras de arte".

Mas, no próprio interesse do contemplado (Nando), deveria haver uma "igualdade de oportunidades", um "concurso de ideias" aberto a todos, não favorecendo, ab initio, um artista que passará a ser um "politicamente grato", um "cliente", no mau sentido do termo.

Nando, por uma questão de ética, de lealdade a princípios, por respeito pelos mais elementares princípios democráticos, deveria recusar ser assim "UNGIDO PELO PODER"!

Mas, infelizmente, é assim que se ganham eleições. A democracia, essa, que se lixe!, pois não dá votos, não faz medrar essa erva daninha chamada clientelismo.

26 junho, 2007 08:59  
Anonymous Anónimo said...

Há tempos o Dr Saldanha Sanches falava em magistrados "capturados " pelo poder local. não sei se com razão ou não. Mas neste caso não se trata de uma "captura2 de um artista?

Será mais um que vai para a "rede"?

Perguntar não ofende mas há perguntas que são como arpões.

26 junho, 2007 09:39  
Anonymous cheiodeduvidas said...

Este é o tempo das SMS e das MMS (aquelas mensagens que têm imagens e vídeos associados), mas agora surgiu um novo conceito: o do MMSG.

Uma evolução (ou será involução?) do conceito. O MMSG (Manuel Maria Silva Garcia) sofre do ‘síndrome do Calimero’ (aquele pequeno pintainho choroso) e faz lembrar as crianças quando se lamuriam sem razão aparente, quase dando vontade de “lhes dar um lambada”, para que “chorem com razão”.

O MMSG (não, não é SG Gigante e com certeza que lhe falta um qualquer Filtro na altura de moderar o seu discurso), qual D. Quixote em luta contra os moinhos de vento (faltando-lhe apenas o Rocinante e um qualquer Sancho Pança), parece ver inimigos em cada esquina, rivais em cada sombra e má vontade em cada atitude.

Quando se vê problemas a toda a volta, é fácil perceber onde está o cerne dos mesmos.

Com sentida admiração

26 junho, 2007 12:26  
Blogger Manuel CD Figueiredo said...

A concepção do monumento devia ser um acto cultural, com tudo o que a Cultura envolve. Por isso se percebe e aplaude a Declaração apresentada por Silva Garcia em reunião de Câmara.
Não entender isto é ser, no mínimo, ignorante. Utilizar o nome do artista poveiro (e ele, como Artista, não se devia ter manifestado?), como arma de muito baixa política revela mau carácter, falta de ética e de espírito democrático. O próprio Nando foi claramente desrespeitado pela Autarquia.
Já foi assim na estátua do Cutileiro, de homenagem aos pescadores poveiros, que lhe viram as costas; acontecerá o mesmo com o proposto monumento a representar as freguesias do concelho e das suas gentes.
É a cultura ditatorial e a política encabrestada.
Repugante!

26 junho, 2007 12:52  
Blogger CÁ FICO said...

Pelo menos uma coisa depositivo existe nesta estória das rotundas.. Nando é preferivelmente melhor do que o cinzentismo amorfo do BianCHi.. Não tem linhas mais reais e exitênciais e é pelo menos policromático...
Os do PSD ..lenta e desesperadamente andam a curar-se do cinzentismo que impuseram aos poveiros cujo espoente máximo da negatividade é o cemitério novo...Eh!eh!

26 junho, 2007 17:23  
Blogger CÁ FICO said...

Corrijo:

NANDO tem linhas mais reais e exitênciais e é pelo menos policromático...

Os do PSD ..lenta e desesperadamente andam a tentar curar-se do cinzentismo que impuseram aos poveiros cujo espoente máximo da negatividade é o cemitério novo...Eh!eh!

27 junho, 2007 12:41  
Anonymous Anónimo said...

afinal a inspiração da conjunto escultórico estava nesta pagina:
http://oantivilacondense.blogspot.com/2007/06/s-pedro-2007.html

27 junho, 2007 12:42  
Anonymous J Cadilhe said...

Caro Arq. Garcia,

Concordo em absoluto com a sua perspectiva quando refere: "A nossa posição é difícil, com toda a sinceridade. Temos simpatia pelo Fernando, pela sua obra. Não é isso que está em causa, gostaríamos é de ver esta oportunidade explorada um pouco mais. No sentido de se fazer um concurso de ideias e acabar por promover um evento cultural interessante, com a exposição das propostas, com algum debate público, com alguma conferência sobre a importância da escultura na cidade".

Acho que é de louvar a promoção de ideias ou novas formas de intervenção, artística ou não, na cidade. É uma excelente ideia e deveria ser introduzida cada vez mais neste tipo de oportunidades, porque elas poderão contribuir e muito para uma maior dinâmica cultural na nossa cidade. Porque é que havemos de pedir directamente a alguém uma peça para uma rotunda? Por capricho, pela juventude, por simpatia, pelo currículo, pela naturalidade? Sinceramente, fico sem respostas...

Wittgenstein dizia que o melhor que se poderia dizer sobre uma obra de arte era estar calado. Confesso que quando vi a proposta do Nando, fiquei calado mas desta vez, invadido por um profundo vazio e por uma terrível ausência de entusiasmo. Este problema é meu, certamente, mas também será sempre da cidade...

Um grande abraço,
J Cadilhe

28 junho, 2007 10:28  
Anonymous Anónimo said...

Ó Gracias, não passas de um idiota!
Vamos fazer-te a cama com letras!

28 junho, 2007 13:26  
Anonymous Anónimo said...

Plagiou ou foi plagiado???

28 junho, 2007 23:07  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

J. Cadilhe:

O seu vazio e a sua ausência de entusiasmo são talvez sentimento mais comum; imagine o povo, cheio de preocupações, com carências de vária ordem, carregado de impostos, de taxas, de alcavalas e... ver os dinheiros públicos serem desperdiçados de forma megalómana com monumentalidade decorativa mais própria de um Mecenas endinheirado do que de uma câmara cheia de dívidas! Câmara que paga horas extraordinárias segundo criterios ocultos, sabe-se lá se com intuitos eleiçoeiros... mas "investe" em arte, de forma exorbitante.

SERÁ QUE ESTAMOS NO LIMIAR DA SATURAÇÃO?!

29 junho, 2007 08:43  
Anonymous cheiodeduvidas said...

O Manuel Maria Silva Garcia é um palerma!

29 junho, 2007 09:51  
Anonymous cheiodeduvidas said...

Quem se apropriou desta nomenclatura (cheiodeduvidas) bem que poderia ter escrito qualquer coisa de interessante.
parece-me desengraçado, insípido e até, diga-se, um bocado parvo limitar-se a apelidar de palerma alguém que, depois de muito esforço, passei a nomear de MMSG.

Quando se tenta ter piada é necessário cumprir os requisitos mínimos e o humor serve de crítica construtiva quando bem utilizado.
Neste caso, é mais próprio de uma criança de cinco anos que, depois de dizer 'és um cócó', fica a rir-se, sozinho, durante duas horas.

Mas, pronto (estive quase a escrever prontos), tal serve para concluir que a falta de originalidade é mesmo comum a todo o espectro político e a toda a blogosfera.

cheiodeduvidas(the one and only)

29 junho, 2007 12:13  
Blogger CÁ FICO said...

vejam arotunda modelo da via B

está em http://www.muitogrosso.blogspot.com
ou
em www.cafico.blogspot.com

29 junho, 2007 17:55  
Anonymous cheiodecertezas said...

descestes tao baixinho ze, depoisdo que fizestes ao teu mano e a alguns que andaram cuntigo ao colo como o ze da musica e outros nem sabes o que te espera pa

01 julho, 2007 12:10  
Anonymous Anónimo said...

Alguém se lembra do concurso de ideias para a Biblioteca Municipal da Póvoa de Varzim?

08 julho, 2007 14:23  

Enviar um comentário

<< Home