09 junho 2006

SOB O SIGNO DA VERDADE

MAGRITTE, Le def des champs (1936)
"À minha volta, reprovava-se a mentira, mas fugia-se cuidadosamente da verdade."
Simone de Beauvoir


Nunca me dei bem com o que se chama o “efeito de manada”.
Sigo sempre o meu trilho, sem calculismos, sem receio do o fazer sozinho, se tiver que ser.
Por isso, quis ler o livro de Manuel Maria Carrilho.
Acabei de o fazer.
Por fim, fiquei mergulhado num misto de satisfação e de angústia.
A alegria deve-se ao facto de ver afirmar-se o carácter de alguém que não tem medo de enfrentar um dos poderes facticos mais perigosos e de denunciar posturas e comportamentos execráveis.
A tristeza deve-se à confirmação da existência do lado rasteiro da vida. Referindo Manuel António Pina, que cita de cor Shakespeare em “Othello”, “quem nos rouba a honra não fica mais rico/ e deixa-nos irremediavelmente pobres”.

Saúdo
Carrilho.
Gostaria de o dizer como o faz, eloquente, José Saramago, na contracapa do livro:

É um cansado lugar comum dizer que a história a fazem os vencedores, que seria bem diferente, e mais autêntica, se tivessem sido os vencidos a escreve-la. Dessa maneira, pelo menos, ficaríamos informados sobre as omissões e tergiversações da história oficial, quando não mesmo de algum obscuro processo e de algum tortuoso caminho sobre os quais, em geral, a vitória faz cair um pudico véu.
Este livro de Manuel Maria Carrilho é o depoimento objectivo e fundamentado de alguém que travou uma batalha e a perdeu. Dá-nos a saber como, o porquê e por quem vencido. E com tal rigor e precisão o faz, que bem poderia levar como título “os factos e os nomes”. Disso se trata. Os factos. E também os nomes. Todos e cada um
.”

24 Comments:

Anonymous Pedro Bandeira said...

O Adolfo continua a discutir o lado acessório da vida...Não merece credebilidade nenhuma!
Não o queria nem para mulher a DIAS!

Se a maioria cresce à custa do acessório, da barganha política, fechando os olhos ao nepotismo e à apropriação indevida dos dinheiros públicos praticados por Macedo Vieira...em vez de se envergonhar e de exigir responsabilidades...então, definitivamente, não quero pertencer a essa maioria!
Tiro no pé é andar-se a dizer que não se precisa da política para nada, mas meter ao bolso o que é de todos!

J.Lopes

09 junho, 2006 11:40  
Anonymous Renato Matos said...

Meus caros leitores deste e d'outros blog's:

Anda algum atrasado mental, que de forma execrável, à falta de melhor argumento para me atacar, decidiu fazer aqui um comentário (09 junho, 2006 10.58) UTILIZANDO ABUSIVAMENTE O MEU NOME. Salta à vista quem terá sido (até pela proximidade da hora de dois comentários quase seguidos)
Talvez não tenha gostado da correcção de português num texto anterior.
Quero aqui dizer ao autor de tal brincadeira de mau gosto que se não consegue discutir as questões que se levantam nestes blogs com argumentos próprios e se vê necessitado a recorrer a estas palhaçadas sem nível, que não pense que eu vou baixar ao seu patamar de imbecilidade.
Talvez um dia eu venha a conhecer esta abjecta criatura e tenha oportunidade de lhe dar dois tabefes, que muita falta lhe fazem para ter um pingo de boa educação..
É pena que estes retardados mentais, numa lógica canina de subserviência, subvertam o objectivo destes blog's - um espaço de discussão sobre as questões da vida do nosso concelho.
Em todos (poucos) os comentários que fiz, assumi SEMPRE o meu nome verdadeiro e assinei SEMPRE por baixo.
Assim, em face deste repugnante acontecimento, quero aqui anunciar que a partir da presente data NÃO FAREI MAIS NENHUM COMENTÁRIO NESTE OU EM QUALQUER OUTRO BLOG DA PÓVOA, pois não tenho paciência nem necessidade de aturar atrasados mentais.
Assim, qualquer comentário, texto ou afirmação que apareça com o meu nome é uma vil usurpação de identidade e falsidade, como acontece com o comentário anterior (09 Junho, 2006 10.58)

Um forte abraço para todos aqueles que conhecem o significado de CIDADANIA!!

Renato Garrido Matos, B.I. nº 10349392

09 junho, 2006 12:57  
Anonymous Pedro Bandeira said...

Isto são manobras dos laranjas infiltrados para tentar criar a confusão.
Será que as pessoas preferem que os autores dos Blogs os impeçam de ter espaço de conversa?

Eles que ganhem juízo e se quiserem aparecer que seja com seriedade para o debate das coisas com elevação e verdade!

09 junho, 2006 13:07  
Blogger CÁ FICO said...

Renato Matos
Vi o site do PS e dou-lhe 5 numa escala até 10.. além disso quero desafiar-te para que abras um Blog teu... sugiro um nome....Cá-Matos

ou outro que melhor te agrade...

um abraço ao camarada renato garrido matos
do camarada
renato gomes pereira
(mandachuva)(universalex)(ca-fico)

09 junho, 2006 13:21  
Anonymous Anónimo said...

grande renato matos, estamos contigo!!!

Sérgio

09 junho, 2006 14:40  
Anonymous Pedro Bandeira said...

Sobreo o tema deste post é que não se diz nada.
Eu digo. Concordo com o autor que é preciso denunciar a forma despudorada e grave com que alguns donos da comunicação social estão vendidos aos deiversos poderes... obrigando os jornalistas assalariados (muitos deles inexperiêntes e sem sentido de responsabilidade social) a um pseudo-jornalismo que apenas prolonga no tempo a corrupção e o oportunismo...

09 junho, 2006 15:09  
Blogger Manuel CD Figueiredo said...

Já repararam que, aproveitando-se do espaço dedicado a um tema da maior importância («Sob o Signo da Verdade»), e que merecia a participação séria de quem disso fosse capaz, aparece um crápula sub-humano «adolfo dias» (a família dele...), a conspurcar um espaço que se pretende seja de liberdade responsável; mas como não é capaz de mostrar um mínimo de dignidade, desapareça de cena: mantenha-se no esgoto!

09 junho, 2006 15:15  
Anonymous adolFo Dias said...

Mas que nervosismo paira lá para os lados da Tenente Valadim...

Calma amigo, calma! Não percebem que é isso que eles querem?

09 junho, 2006 15:47  
Blogger Manuel CD Figueiredo said...

Relativamente ao tema «Sob o Signo da Verdade», poderíamos trazer para o nosso meio a essência da questão abordada porque, se não passámos ainda(?!)por semelhantes efeitos, mais dia menos dia bate-nos o mal à porta (os sinais são claros), o que não é nada saudável para a defesa dos valores da Cidadania e para a Democracia.
É urgente debater-se esta questão crucial, centrada no direito à informação, para se dignificar a profissão de jornalista e não permitir que os vários poderes(económico e político)destruam um outro «poder», que é o da Informação.
E que tal organizar-se um alargado debate sobre este assunto, com a participação de reconhecidas figuras nacionais e com o patrocínio da própria Câmara Municipal?

09 junho, 2006 15:51  
Anonymous adolFo dias said...

Para o "professor de português", menato ratos:

No seu comentário das 12:57 foram encontrados os seguintes erros:

- d'outros blog's: de outros blogs (2 erros - apóstrofos incorrectamente inseridos)

- junho: Junho (1 erro, letra minúscula)

- educação..: educação... (reticências são três pontos e não dois)

- blog's: blogs (sem apóstrofo)

09 junho, 2006 15:55  
Anonymous Anónimo said...

Sugestões:

1. Ao Arq. Garcia, que passe a moderar comentários. Não será um acto de censura, mas antes uma garantia de respeito pelo seu trabalho.

2. Ao Renato Matos, criar um "profile" no Blogger, ou mesmo um Blog. É uma menos-valia a sua ausência da blogosfera.

3. Ao "atrasado mental , abjecta criatura, ..." que não veja isso como uma ofensa, mas antes como uma avaliação objectiva. Já agora, que também crie um Blog e que escreva o que lhe vai na gana (certamente ninguém vai ler, mas pelo menos não baixa o nível dos outros).

4. À comunicação social (local) que faça jornalismo sério, isento e independente.

cidadão anónimo

09 junho, 2006 17:42  
Anonymous Anónimo said...

Vejo que o autor deste blog apagou os comentários de alguém que se fez passar por renato matos.
Fez muito bem. Há que manter o mínimo de dignidade. E seria bom esse adolfo perceber que a sua liberdade de expressão acaba onde começa a dos outros.
E já agora que comece a fazer comentários mais adultos e com conteúdo.
Quanto ao que realmente interessa (o texto "sob o signo da verdade"), é uma triste realidade que a nossa comunicação social esteja tão depende da Câmara. Não se pretende que actuem como contra-poder, mas é um desconsolo a vassalagem que prestam a quem já tem o poder.

09 junho, 2006 18:47  
Anonymous Menino d' Aldeia said...

Coitadinhas das Virgens Marias...
Pois é meus amigos, pimenta no cú dos outros é refresco. Mas quando nos toca a nós, aí a "coisa" pia fininho. PARECES A VIRGEM ARREPENDIDA RENATO! GANHA VERGONHA!
Diz logo o que queres! E Faz a cama ao Garcia de uma vez por todas! E aproveita o apoio destas damas ofendidas!

09 junho, 2006 21:05  
Anonymous Anónimo said...

Menino d'aldeia e adolfo DISCUTAM COMO GENTE, em vez de virem para aqui com insultos gratuitos.
Afinal tão com medo de quê?
De mostrar a vossa ignorância ou de perder o emprego na CM?

09 junho, 2006 21:23  
Anonymous Pedro Lince said...

Chiça! Ganhem juízo!
Digam alguma coisa com pés e cabeça!
Se fosse ao autor deste blog, fechava as portas aos vadios.

09 junho, 2006 21:31  
Anonymous Menino D'Aldeia said...

Não tenho medo de perder o meu emprego na câmara, porque não preciso da câmara para nada, muito menos de uns xuxialistazecos. Estou muito para além das vossas mentes deturpadas e mesquinhas. Não defendam o indefensável, defendam políticas sérias, e sobretudo, façam política séria. O que me irrita é que voçês apregoam que são melhores que eles, mas o problema é que só lhes invejam o poleiro, para assim que lá chegarem fazerem ainda pior. Não se façam de damas ofendidas, e aceitem também as critícas!

09 junho, 2006 21:32  
Anonymous Marx said...

Estranho que os comentários à crónica «SOB O SIGNO DA VERDADE» sejam tão disparatados! A menos que o meu acesso seja diferenciado, não percebo donde surge tanta fúria. De todo o modo, aconselho o administrador do blog a gerir melhor os comentários que lhe chegam (suponho que poderá escolher os seus termos...)
Sobre o livro de Carrrilho, discordo da apreciação feita. Embora seja, também, de opinião de que algum do jornalismo em Portugal estará de rastos. De todo o modo, não me parece que MMC tenha algum ascendente na matéria. Desde logo, pela utilização que sempre soube fazer do que de voyeurista tem esse universo. O mais famoso, precisamente, a imagem do filho-bebé, que meses antes, pelos vistos, merecera um murro a um fotógrafo. Quem assistiu ao programa Prós e Contras pode também verificar o comportamento de MMC quando teve a oportunidade, também, de gerir informação. Para quem não assitiu, terá ficado "provado" que, numa recensão de trabalhos jornalísticos sobre a sua actuação no Ministério da Cultura, sonegou nomes e frases inteiras a autores que não o abonavam...
A minha plena convicção é a de que, com este livro e mais uma vez, Carrilho procurou os holofotes. A presença de Saramago e dos seu belo texto, acrescenta, naturalmente, watts suplementares à cenografia. Creio, no entanto, não ser merecido o objecto do Nobel prefácio.

09 junho, 2006 21:58  
Anonymous Dan Brown said...

Colega Renato Matos
Por detrás de muitos destes comentários anónimos está um Jornal Local.
Cuidado com as pessoas que pensas poder confiar.
Não têm coragem nem capacidade de fazer investigação jornalistica e depois fazem-se passar por anónimos ou criam um blog (Povoa limpa).
Um abraço, coragem e olhos abertos.

09 junho, 2006 23:42  
Anonymous Anónimo said...

O texto "sob o signo da verdade" vem muito a propósito da realidade poveira. A comunicação social tem efectivamente um grande poder e influência sobre as populações menos informadas. talvez se muitas histórias fossem contadas pelos vencidos e não pelos vencedores, (como sugere Saramago) teríamos um relato mais fiel e verdadeiro dos acontecimentos.
Não interessa a realidade das coisas mas antes criar uma aparência dessa realidade na cabeça das pessoas. É a ditadura do pensamento único, como lhe chama Ignácio Ramonet, director do "le monde diplomatique".
Os recentes atribulados comentários e a falta de cáracter revelado por algumas pessoas demonstra isso mesmo. Tentar criar factos onde esses factos não existem, recorrendo à mentira, à invenção, usando a injúria para tentar montar a "aparência da realidade" é muito baixo. Hoje não foi o Sr. Renato Matos que foi atacado de forma torpe, mas sim a sã convivência e discussão na blogosfera. Tal como os jornalistas da nossa praça, instrumentalizados, não se coibem de mostrar a aparência que a tantos convém, também aqui se tentou instrumentalizar os leitores e participantes. Por isso, toda a solidariedade com o jovem enfant terrible que aqui demonstrou (de forma dura é certo) a sua frontalidade que nos tem habituado.

Força!
Marco Azevedo (nem sei para se põe o nome, afinal como se viu...)

10 junho, 2006 01:26  
Blogger UNIVERSALEX said...

achei os comentários todos propositados encluindo do do "adolfodeele".. e tudo sob o signo da verdade..eh! eh! Quanto ao JJ acho que deve manter o blog livre à discussão, mesmo que isso cause algum desmando por parte dos intervenientes.. é sempre preferivel a libertinagem à ausência de comentários...
Quanto ao Carrilho já tive oportunidade de me pronunciar...
...resumo com : comunicação social até a "mulher de soalheiro" faz...Jornalismo é coisa diferente de mera comunicação social !

10 junho, 2006 10:28  
Anonymous cam~es said...

Renato Matos ao deixar de fazer comentários está a fazer o jogo dos vândalos.

12 junho, 2006 14:41  
Anonymous Anónimo said...

Para o Camões das 14:41:

Sendo ele próprio um vândalo, qual a admiração?

12 junho, 2006 17:45  
Blogger UNIVERSALEX said...

realmente.só sejustifica aausência dos demais responsáveis politicos da autarquia poveira a intervir nos blogues- e não é o caso do JJ e de outros "convictos" socialistas ou dá "area", por 3 razões:
1º Não saberem usar um computador nem aceder à internet...
2º Não terem ideias válidas..
3º Terem medo de mostrar a "careca"... e revelar quanto são ignorantes de muitacoisa..


Força JJ... admiro-te pela coragem de teres pegado o "touro pelos cornos"...emboar saiba queés contra as touradas...

19 junho, 2006 09:27  
Anonymous Anónimo said...

afinal esse adolfo parece que era pseudónimo de alguém importante...

24 junho, 2006 22:30  

Enviar um comentário

<< Home