29 maio 2006

AGITAÇÃO PATÉTICA

Escher 1946
Um dia antes de 28 de Maio, aos microfones de uma rádio local, o Caudilho saudou a Ditadura, voltando a enxovalhar a Oposição socialista, ao usar a mais gratuita e azeda maledicência!
Numa agitação patética, o linguarejar iníquo, indigno de um responsável institucional, ocupou quase completamente os sessenta minutos da entrevista, não deixando minuto que fosse nem serenidade que pudesse ser, para falar do que interessa verdadeiramente aos Poveiros.
Entremeou o parlatório com um fingido desabafo. "Não vou gastar cera com fraco defunto", atirou uma vez, repetiu a seguir e disse-o de novo. De cada vez que o dizia, traía-se de imediato, regressando ao jogo de atirar pedras aos que lhe apetecia que fossem defuntos, mas que, por ironia da vida, não o são. Obcessivo, gastou colmeias de cera, incontroladamente...

É por isso que se torna útil este exercício simples: porque andará o Caudilho tão nervoso e tão agressivo com os Socialistas?

O arquétipo da política paroquial GOSTARIA de impedir os Socialistas de fazerem propostas e recomendações, porque, no seu entender, é ELE quem manda, foi ELE quem ganhou as eleições e não os outros!
Limitações de natureza incógnita impedem-no de perceber a vantagem em ouvir os outros, em aproveitar deles o entusiasmo e a sua vontade de colaborar na construção soluções!
Com esta birra de maioritário complexo (de inferioridade?) arrecada o efémero de umas libras de poder, por troca de obrigar a Póvoa a perder a vantagem que nasce de juntar sinergias!

Caudilho, à moda antiga, envenenado por irreprimíveis e sanguíneas tendências autoritárias, GOSTARIA também de impedir os Socialistas de conhecer o que se passa nos bastidores da Casa Grande!
Há coisas que lhe não convém que se saibam: por exemplo, quem recebe, verdadeiramente, as milionárias horas extraordinárias e porquê. Por isso se enerva tanto com os Requerimentos e os pedidos de Informação.
Veja-se outro exemplo. Há algum tempo atrás, quando instado a revelar quanto ganhava na Varzim Lazer, o Caudilho dizia que nada recebia. Os Poveiros acreditaram. Depois foi dizendo que eram apenas umas senhas de presença. Os Poveiros voltaram a acreditar. Os Socialistas fizeram um Requerimento, pediram informação por escrito. O próprio e a empresa municipal tentaram uma fuga em dó menor. A Comissão de Acesso aos Documentos Administrativos obrigou-os a cumprir a Lei e a responder. Ficamos a saber que, afinal, por cada reunião o Caudilho recebia uma senha de presença de 249,00 € (quase um ordenado mínimo nacional!), e que somou alguns milhares de contos de senhas de presença! Peanuts!

Ninguém gosta que lhe descubram a careca!
O Caudilho é como toda a gente!
Além disso, não está habituado a contrariedades, ao confronto olhos nos olhos, com firmeza. Por isso, agride quem ousa discordar e quem ousa denunciar a nudez que lhe revela as misérias políticas!

Mas, se os Socialistas não podem propor soluções para a Póvoa, porque não ganharam as eleições e se não podem fiscalizar os actos do Executivo, como decorre dos seus legítimos direitos e deveres políticos, o que esperaria o Caudilho da Oposição?
O amorfismo e a bajulação?

Sem tergiversações, aqui fica a minha resposta: nem que chovam picaretas!

11 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Força arquitecto!
Também ouvi o Vieira no sábado!
O homem está de cabeça perdida!
Já agora, porque é que ele não diz como é que arranjou o emprego para o filho (primeiro na Câmara) e depois na Varzim Lazer?
Porque é ele não revela quanto é o rapaz ganha?
O rapaz tem limitações intelectuais e ganha uma nota preta. Compaarado com outros trabalhadores, só é assim porque é filho do presidente, ou não é?

Eu já trabalhei p+or lá. Sei bem o que digo!

M.M.

29 maio, 2006 22:29  
Anonymous adolFo dias said...

Ao anónimo das 29 Maio, 2006 22:29.

Que cobarde, mandar comentários destes anónimos!!!

E para sua informação os vencimentos dos funcionários públicos são públicos.

30 maio, 2006 11:28  
Blogger Manuel CD Figueiredo said...

Este texto merecia um comentário que descrevesse o nojo com que as pessoas deste calibre insultam quem é sério e que têm a clara noção do significado da palavra SERVIR; refugiam-se na cobardia dos monólogos porque não têm coragem para DEBATER as questões que, se forem essenciais e sérias, interessaria a todos ouvir.
Para poupar tempo, seja-me permitido oferecer ao Caudilho esta máxima de Orwell:
«o juízo sobre a moralidade de um político deveria ser formulado conforme ele , ao passar, deixasse ou não bom cheiro».

30 maio, 2006 11:37  
Anonymous pobeirinho sem ser pela graça de deus said...

O Sr. Adolfo Dias diz que é cobardia comentários anónimos porque, segundo diz, os vencimentos dos funcionários públicos, são públicos. É verdade. Ou melhor, é verdade em parte.Mas, e aqui está o tal mas que o Sr. Adolfo quer ver se consegue que passe ao lado da discussão, o que o Anónimo trazia à discussão, era o porquê do lugar criado para o filho do presidente da camara, José Macedo Vieira. 1º na Casa da Juventude, e agora na Varzim Lazer. Sim, porque razão um diminuído intelectual tem dierito a que se crie um lugar com vencimento, que ultrapasa em muito o que ganham sérios e honradaos funcionários da Câmara, com muitos anos de carreira, e até com carreira feita com concursos.
Se o Sr. Adolfo concorda, respeitamos. Mas olhe que só com muita boa vontade se compreende a concordância.

30 maio, 2006 23:57  
Blogger Mário de Sá Peliteiro said...

A Inspecção-Geral da Administração do Território recomenda que o presidente da Câmara da Póvoa de Varzim seja condenado a devolver à autarquia metade do salário que auferiu como autarca até Outubro de 2003

31 maio, 2006 01:23  
Blogger Manuel CD Figueiredo said...

Caro Mário S.Peliteiro,
Permita-me uma pequena correção ao seu texto, o qual, devo dizer, é oportuno: a IGAT não recomenda a condenação do nosso autarca, até porque ele há muito foi por essa matéria CONDENADO; o que foi agora determinado (estas coisas andam devagar!) é que o Dr. Macedo Vieira DEVOLVA à autarqia os elevados montantes indevidamente recebidos, o que ele devia ter feito há muito tempo.

31 maio, 2006 14:16  
Anonymous Anónimo said...

A Póvoa está a saque!
O mal é que os pobeiros falam, falam, falam, falam ... pelas costas, nos cafés... e continuam a botar nos mesmos sacanas!

M.M.

31 maio, 2006 17:37  
Anonymous Raul Santos said...

Sinceramente, na nossa opinião não existe qualquer diferença entre o PSD e o actual PS. Partindo do princípio que existe cumprimento no rumo político do Partido por parte dos seus militantes, facilmente chegaremos à conclusão que, nas próximas Autárquicas, poderão mudar as moscas mas a dita cuja continua! Receio os Líderes que, por ineficácia, desconhecimento ou por compadrio, permitam que os grandes negócios nocivos ao erário público, se continuem a praticar por indivíduos ligados às máquinas partidárias e autárquicas mas que actuando na sombra, ninguém dá por eles. Receio pela independência da actuação de quem está à frente de um Município. E então ao vermos aquelas cenas, próprias de um País Terceiro-Mundista, que a RTP transmitiu sobre a violência nas nossas escolas; assistirmos, ao circular às 8H30 na A28, no Monte de Faro-Esposende, a um princípio de incêndio já com duas Brigadas da GNR presentes e ao regressarmos por volta das 20H00, constatar que o pinhal continuava a arder numa área já extensa, sem que pouco ou nada fosse feito por quem estava obrigado. É caso para perguntar para quem andam a pregar os Freires Tomás Sócrates e António Costa. Não me revejo neste PS e receio a demagogia de Garcia.
Paciência, o defeito pode estar em nós!

01 junho, 2006 01:48  
Blogger CÁ 70 said...

Ó óbvio que existe em Portugal um "bloco central de interesses" que, em nome do bem comum, é urgente combater.
Manuel Alegre tem razão, e por isso apoiei-o à Presidencia de Portugal, apesar do PS (partido a que pertenço)ter apresentado um candidato próprio!

Mas não deixa de ser curioso,no fim do seu texto, concluir com o receio de uma alegada "demagogia de Garcia". Não só porque não explica a alegada demagogia, como, ao mesmo tempo, não tece uma única palavra alavra de repúdio pelas trapalhadas - mais que muitas - dos que agora, no poder local, usam a rés pública como coisa própria. Um exemplo: 50% de construção a mais para o Quintas e Quintas (18.000 m2 = 54.000.000 € a mais) à custa da cidade, sem qualquer justificação! Como é possível usar o poder político desta forma escancaradamente vergonhosa em favor de uma empresa privada concreta?

Sejamos práticos e correctos: o presente recomenda que se comece por corrigir o que está a acontecer de errado e a pôr na linha os actuais e concretos autores da deriva do poder local.

Imaginar erros que poderão ou não ser feitos no futuro por outros, é um exercício intelectual pouco sério e perigoso!
Sobretudo, quando se dá mais relevo a isso que ao combate ao que é real e não hipotético.

Real é o aproveitamento dos cargos públicos dos que hoje efectivamente exercem o poder. Alguns, por certo do PS noutros lugares do país.
Mas, na Póvoa - que é o que está em causa -, com toda a certeza do CDS (antes) e do PSD (agora), desde o 25 de Abril!

E convenhamos que "a companhia não apouca a caminhada".

Saudações

J.J.SSilva Garcia

01 junho, 2006 09:52  
Blogger CÁ FICO said...

JJ desculpa lá mas acho que fizeste mal na questão presidencial...Manuel Alegre, (foi) era e será sempre (OO7 dizia "never says never")um péssimo candidato seja para o que for a não ser deputado pelo PS.. e com mais razão agora que levou á prática o Movimento...Movimento para quê? De apoio ao PS? Certamente que mais de confronto, sem direito a direito de resposta por parte do PS...Por isso é que não me arrependo de ter apoiado Mário Soares e ter feito parte dO grupo que o apoiou aqui na Póvoa, de que fizeram parte os mais briosos socialistas Poveiros...Tal Não significa que tenha deixado de apoiar Silva Garcia na Câmara... O PS escolheu SIlva Garcia e com ele se manterá solidário, pois Silva Garcia é O PS na Póvoa e o PS autáriquico é Sila garcia e a sua equipa " Estamos Preparados"...

Um abraço socialista JJ!

Renato

05 junho, 2006 10:07  
Anonymous adolFo dias said...

Ah ah!!!! CÁ FICO E CA 70 em confronto!!!!

A rosa está mesmo cada vez mais a desfolhar!!!

06 junho, 2006 10:48  

Enviar um comentário

<< Home