22 fevereiro 2006

A FRASE E A ATITUDE



“Não vamos dar atenção aos pormenores das propostas porque a partir de agora votaremos sempre contra as propostas dos socialistas.”


Não foi o Baron de Montesquieu que disse! Mas, quem o disse, citaria mais tarde Montesquieu para falar de Política num certo sentido e fazer a caminhada ao contrário quando votou contra a proposta socialista de estabelecer uma carta municipal de ética. Um instrumento simples apresentado com o propósito de criar uma referência de atitude e de unir e não de fracturar. Um sinal para o exterior, útil e desejável, num tempo em que é preciso voltar a credibilizar a Autarquia fragilizada pelos acontecimentos recentes!

Tremi de perplexidade! É provável que o Pensador que morreu em Paris em 1755 - ano do Terramoto de Lisboa - tenha tremido ainda mais na tumba, movido pela onda de choque com epicentro na Praça do Almada.

Frase-chave de um preconceito que turva o espírito e contamina a acção política da Maioria, diz bem da alegada “abertura ao diálogo” que, na verdade, é miragem na terra da boa vontade.
Frase-chave que explica a surdez e a impenetrabilidade, e a consequente troca do essencial pelo que é fugaz e efémero.
Frase-chave que denuncia o preconceito partidário, visível de novo a seguir, quando votaram contra outra proposta socialista, que visava tão só estimular a adesão dos cidadãos a ligar o saneamento das suas casas à rede pública, diminuindo os custos de ligação: uma proposta prosaica, talvez, mas que interessa ao dia-a-dia de todos, interessa à defesa da saúde pública e à qualificação ambiental.


Ao Vereador que vestiu Montesquieu, sem o ter compreendido, é útil recomendar-lhe Shakespeare:

Guardar ressentimentos é como tomar veneno e esperar que outra pessoa morra”

E, para que não fiquem dúvidas, este é um comentário político!
Não é um ataque pessoal! Por isso, quanto a nomes, só referi William e, claro, Montesquieu, que não é vereador, pelo menos neste mundo!


Nota final: a imagem é do Barão!

11 Comments:

Blogger Clave said...

Não fico espantado com a atitude da maioria que decide o destino desta nossa linda terra, pois conheço bem a forma de actuar deles bem como de várias associações que fazem dessa uma prática corrente e é por isso que todos se dão tão bem.
Talvez seja uma forma de todos roubarem, veja-se o Caso Dourado e daqueles que roubam nas associações sem que ninguém faça nada.

22 fevereiro, 2006 10:35  
Blogger UNIVERSALEX said...

JJ...
começo a "viciar-me" no teu blog...

está em constante emulação...

continua...

22 fevereiro, 2006 11:10  
Blogger Tony Vieira said...

A procissão ainda vai no adro, arquitecto. Para quem se habituou durante anos e anos a manobrar e manipular tudo, finalmente aparece alguém superior. Isso é insuportável. Prepare-se que as tempestades ainda estão para vir.

Força nisso!

22 fevereiro, 2006 12:52  
Blogger Manuel CD Figueiredo said...

Mas desde quando seriam estes «senhores» do PSD,mas antes disso AUTARCAS,capazes de terem a coragem de assinarem(concordando com a proposta do PS),relativa ao Código de Ética?
A proposta não é mais do que a materialiazação daquilo que a Função Pública estabelece(mas que estes «senhores» não cumprem,como a prática demonstra),e que mais não é, por sua vez, do que um estipulado das normas porque se regem as pessoas de BEM.Não, nunca seriam capazes de a aceitar porque não seriam capazes de a cumprir! Isso diz tudo.
Proponho que a próxima Folha Municipal e outros meios de propaganda camarária estampem este desaforo de declaração, para que de uma vez por todas se percam as ilusões(basta de mentiras)quanto ao que ainda se poderia esperar(?!) desta maioria PSD.

22 fevereiro, 2006 15:48  
Blogger UNIVERSALEX said...

Não acredito em códigos de ética.. apenas acredito em códigos deontológicos..Com direitos e deveres devidamente regulamentados...Para isso é que existem os Juristas...para normativizar...
A Ética não pode ser Codificada ! ou se é ou se não É...è como a Moral..ou se tem ou se não tem...

os 1O Mandamentos de Moisés não são um código de ética ou de moral.. e muito menos uma constituição...Mas contudo são normas...

..que vieram a servir de base a Códigos e Leis dos homens...

22 fevereiro, 2006 23:41  
Blogger ping said...

" eles falam falam falam mas não fazem nada!"

JJ não te preocupes que eles devem estar todos a embarcar para o Brasil... para sambar um pouco!

24 fevereiro, 2006 00:17  
Blogger Clave said...

Para quem tiver dúvidas que ouça o que disse o presidente hoje, e passo a transcrever-" Não é preciso discutir os assuntos em praça pública e algazarra"
Claro assim o povoa não sabe o que se passa e eles podem tramar o povo pela calada da noite.
J. Garcia continua, para que o povo não viva no obscurantismo.

24 fevereiro, 2006 08:33  
Blogger CÁ FICO said...

Vês? esses não tem ética nenhuma...

24 fevereiro, 2006 09:18  
Blogger CÁ FICO said...

Vês? esses não tem ética nenhuma...

24 fevereiro, 2006 09:18  
Blogger UNIVERSALEX said...

isto num avança?

ningué intervém...
parecem funcionários do erário publico...

25 fevereiro, 2006 12:33  
Blogger Manuel CD Figueiredo said...

Volto ao tema porque leio e releio a frase, e concluo: custa a crer que um indivíduo com responsabilidade numa câmara municipal do Portugal democrático atire calhaus para a estrada da Democracia, enxovalhando os seus pares e ofendendo gravemente todos os poveiros!
É preocupante este sinal claro do estado a que chegámos, aqui na Póvoa!

25 fevereiro, 2006 13:51  

Enviar um comentário

<< Home