12 julho 2006

CALAFRIO

foto de Erik Reis



A propósito da importância redonda da bola...


Cada um dá a cada coisa o valor que entende!
Sem querer ser desmancha-prazeres, é preciso não perder o sentido das coisas nem a sua justa medida...

O desenho animado que me deram a oportunidade de ver, e que ganhou o prémio do melhor da América Latina, deixa-nos suspensos entre a indiferença e a alienação ou de pés assentes no chão onde temos que lavrar para ajudar a crescer um mundo diferente e melhor!

Veja em
www.laboratoriodedesenhos.com.br/corrente_page.htm.

10 Comments:

Blogger rouxinol de Bernardim said...

A solidariedade é uma onda que cresce espontanea e forte no mar da indiferença...

12 julho, 2006 17:22  
Blogger UNIVERSALEX said...

Ve-se logo que não é a lei da paridade que vai tornar as mulheres todas iguais...nem diverentes dos demais seres humanos...

12 julho, 2006 19:09  
Blogger napontadocais said...

Cada um dá o valor que quer a cada coisa na vida. Um pentelho pode significar a procura insistente no ralo da banheira, pelo simples falecimento da mulher. Um inocente que mama, é um bébé, o outro pode até brincar ao linhares na esperança que o metro faça grave. Vejo uma foto triste, talvez uma miuda cigana, o pai não está presente nem a mãe, porque será? Volto ao texto, cada um dá, mas quem dá?
Caro Garcia, não volte a cair na asneira de fazer um texto destes.
Passo na Rua da Junqueira e vejo isto todos os dias, e entendo que é paridade, os mens, largam as mulheres com filhos emprestados a pedir esmola, elas ocupam o poder as finanças, controlam, eles reparam de longe se a policia vem.
Devia ser assim no governo mais a paridade, mulheres a fazer tudo na assembleia da republica, desde a limpeza até votarem, passando por atenderem o telefone e servirem o lanche, verdadeiras deputadas.
Mas, o povo não quer ver isso, o povo quer ver fotos assim como a que publicou, e chorar frente a uma telenovela, ou à falta de ganharmos o jogo com a Alemanha. Peça mais de si mesmo caro amigo. O seu blog merece mais respeito, não entre nessa onda, não se engane, senão eu posso afirmar que me tenta enganar.

12 julho, 2006 20:14  
Blogger CÁ 70 said...

Caro Napontacais,

Confesso que, ou expressei-me mal, ou você não percebeu o texto, ou eu não percebo o comentário!

Em certo sentido, a distracção em relação a uma coisa não é mais do que a atracção por outras coisas!
Desta vez, apenas pretendi dar ênfase ao que de efémero e acessório nos gasta tempo de vida, sem reaparamos na vida que está ao lado.

No fundo, fiz uma autocrítica, porque reconheço que preciso de dar mais tempo a esse desígnio humanista de construir a Humanidade!

Mas, pode ser também um alerta, porque, infelizmente não serei o único que está aquém e vai adiando a tarefa...por distracção ou pela atracção de outras frequências!

Quanto à paridade, é para mim inquestionável que homens e mulheres partilham o mesmo navio e têm de estar lado a lado a fazer a viagem.
Uma lei, por si só pode nada resolver, mas, por existir, significa que se quer corrigir a trajectória e, como passo primeiro, pode ser o inicio de tudo o mais.
A cada um cabe por ascoisas no lugar, nas coisas pequenas dos comuns dos dias. Se formos capazes, fica provada a transitoriedade da Lei, que se transformará numa inutilidade com direito a sotão!
Até lá, com lucidez e imunes a panaceias ilusórias, entendámo-la apenas pelo seu lado instrumental...
É só disso que se trata!

12 julho, 2006 22:19  
Blogger CÁ FICO said...

Silva Garcia:
esta polémica faz-me lembrar a guerra de propaganda na imprensa internacional sobre aGuerra do vietnam depois deos franceses a deixarem eos americanos nela terem entrado...
A questão era sobre uma foto que representava "objectivamente" um militar dos Estados Unidos da América a atravessar uma Ponte no Vietname... Esssa mesma foto difundida pelas agências internacionais, era acompanhada de uma legenda do género " Militares americanos avançam Contra os Vietcongs" na imprensa ocidental e uma legenda do género " Americanos recuam face ao avanço dos nacionalistas"...

Uma outra foto que ficou famosa foi a da criança do sexo feminino sul-vietnamita a correr nua pela estrada na refrega de uma batalha...essa foto serviu de propaganda para atacar a presença militar norte americana em apoio do Vietname do Sul.. e foi eficaz...

Tanto quanto sei essa criança veio a tornar-se cidadã norte americana...

13 julho, 2006 09:23  
Blogger napontadocais said...

Agora estou de acordo, tirando a panaceia ilusória que aconpanha qualquer um.

13 julho, 2006 12:55  
Blogger Clave said...

Este desenho animado, leva-me ao "Roteiro para a Inserção" termo tão do agrado do nosso actual Presidente da República, que por acaso é do PSD e já foi 1º ministro no tempo das vacas gordas, quando chegavam biliões e os ficaram cada vez mais ricos e os pobres cada vez mais pobres.
E como diz o Arqtº., que cada um de nós faça alguma coisa para acabar com estas diferenças.

13 julho, 2006 14:12  
Anonymous pobeirinho sem ser pela graça de deus said...

Hoje não me apetece discutir, muito menos reclamar verdades. É que as fotos citadas, só podem ter duas leituras, se quem lê quer apenas ler e saber o que lhe querem dizer. Os fotografos, quando as tiraram, fizeram-no captando o que ocorria. Os jornais que primeiro as publicaram, fizeram-no para ilustrar o momento que se vivia. Se eram insuspeitos, estou crente que sim. A deturpação veio depois, nas 'conspirações' que quem lê, por deformação, só vê o que quer ver, e poucos mais veêm. Mas hoje não me apetece discutir. Apenos quero acrescentar que nunca gostei da caridadezinha. Gosto mais da solidariedade, e quando dou, dou sempre do que é meu, e do meu bolso.

14 julho, 2006 04:14  
Anonymous Anónimo said...

AQUILO QUE SE INCENTIVA É O QUE SE OBTEM.
NADA DEVE SER SER RECEBIDO SEM QUE OS BENEFICIÁRIOS TENHAM DADO ALGUM PASSO PARA O RECEBEREM.
A MUDANÇA PODE PASSAR POR MANTER A CASA LIMPA E ASSEADA, ALIÁS UM DOS PRINCÍPIOS PARA AQUELES QUE NA INDIA E BANGLADESH ADERIRAM AO MICROCREDITO.

14 julho, 2006 11:27  
Blogger CÁ FICO said...

Um futuro melhor passa pela abolição dos Bancos e Companhias de Seguros, das empresas de construção civil, dos presidentes das Câmaras municipais e tudo o mais...
Porque:
1º Quem inventou o dinheiro "devia ser preso"...
2º Deve-se dar " a Cesar o que é de Cesar"
3º Todos sabemos que nada do que Cesar tem lhe pertence...

15 julho, 2006 07:03  

Enviar um comentário

<< Home