25 abril 2011

REFERENDO SOBRE A DÍVIDA! JÁ!

Não é inevitável!

Revele-se o rosto de quem está a ganhar com a especulação financeira sobre Portugal?
E faça-se um REFERENDO!

A pergunta:


será que o povo português quer mesmo pagar o serviço da dívida com as taxas especulativas cescentes que apenas beneficiam a ganância obscena dos donos dos fundos financeiros?


Tal como aconteceu na Grécia e na Irlanda, em Portugal o chamado resgate vai ser seguido de ajustamentos brutais, com graves consequências sociais. Longe de remediar os problemas, tornarão pior a situação económica, em especial dos trabalhadores e dos cidadãos mais pobres. A sua implementação tem pouco a ver com a ciência económica. É sobretudo uma acção que resulta de um fanatismo doutrinário que tende a beneficiar as forças económicas e financeiras, nacionais e estrangeiras. Medidas como a das privatizações não podem ter outra finalidade senão passar para mãos privadas negócios muito rentáveis…sobretudo quando colocados sobre uma lógica exclusiva do lucro e anti-contrato social.

7 Comments:

Blogger Mário de Sá Peliteiro said...

A minha mãezinha ensinou-me a pagar sempre as minhas dívidas. Quem não paga é caloteiro.

26 abril, 2011 00:15  
Anonymous Anónimo said...

Caro amigo, veja este site e compare.
Vivemos ou não num País onde a justiça não funciona, porque os Políticos e os seus militantes não querem!!!!
Veja e denuncie se for o caso.
Enquanto Português fico revoltado.

http://alt02.despesapublica.com
http://www.facebook.com/pages/Despesa-P%C3%BAblica/196404600397657

29 abril, 2011 16:17  
Blogger CÁ 70 said...

Eu não devo nada a ninguém! Portanto não tenho que pagar com os meus impostos os erros da banca especuladora gerida por gente que devia estar na cadeia, mas que está à boa vida graças à "compreensão" do pensamento dominante, essa operação criativa e tóxica do bloco central de interesses!
També não gosto de caloteiros...mas não gosto de ser objecto de roubos de colarinho branco!

29 abril, 2011 18:23  
Blogger Mário de Sá Peliteiro said...

Caro, o seu país, o seu Estado deve. Tem que pagar.

01 maio, 2011 00:02  
Blogger RENATOGOMESPEREIRA said...

Peliteiro...tens e não tens razão... tens razão porque até aqui todos assumiram que deviamos...até os comunas empedrenidos que recebem pensões milionárias... Claro que quem mamou essa massa foramos comunas empedrenidos que recebem pensões milionárias e os banqueiros eoutras espécies afins...Claro que eles sempre pensavam que quem vai pagar isso é o povo que nunca mamou o que quer que fosse dessa massa...
Isto é como o drama daquela multa de estacionamento que n´so não achamos devida por multiplas razões, mas que fica mais caro pôr em causa do que pagar...
è assim que se vai lixando o mexilhão...

04 maio, 2011 11:49  
Anonymous Anónimo said...

O referendo de que necessitamos urgentemente é saber se os eleitores concordam ou não com estes politicos e com estes partidos, se concordam ou não com a sua extinção e com a proibição imediata do exercicio da actividade politica por parte de todos os politicos actuais; Se concordam ou não com a necessidade de renovação e regeneração do sistema politico democrático em Portugal, designadamente com a fomação de novos partidos e de novos politicos a quem seja proibido e exercicio profissional e vitalicio desta actividade, este sim é o referendo de que necessitamos urgentemente e só lamento que a Troika não tenha exigido estas medidas como condição básica para as negociações do empréstimo, é que estes senhores continuam a rir-se diariamente na nossa cara, não mudam um milimetro no seu vicioso desempenho e claro que o regabofe com estes senhores vai continuar, jamais serão responsabilizados e penalisados pelo estado a que conduziram este pais e se ninguém tomar medidas está mais que visto o que nos vai acontecer!...
jlv

10 maio, 2011 10:37  
Anonymous Anónimo said...

Acho que devemos pegar num pau, ... irmos todos a Lisboa e , ... zzZZZZÀS naqueles filhos d... ...a todos.
Á direita e á esquerda.
Á que dar lugar a uma nova ordem, criar normas para que possamos sentar os politicos nos tribunais, e julgar com penas efectivas, obriga-los a recercir o país pelos danos causados.
Esta é uma linguagem que actualmente não passa de uma UTOPIA, de um devaneio de um qualquer tolo. Num estado de direito NÃO DEVERIA SER ASSIM.
Por isso é que eu votei no José Manuel Coelho.
José Tinoco

10 maio, 2011 17:38  

Enviar um comentário

<< Home